Sábado, 23 de fevereiro de 2019
contato@vamosoubora.com
Cidades

04/02/2019 às 12h03 - atualizada em 07/02/2019 às 15h55

Redação

Vitória / PE

Bombeiros retomam buscas por jovem que desapareceu no rio Capibaribe após mergulho
Jovem de 20 anos estava em um evento no Jardim do Baobá quando entrou no rio para mergulhar e não retornou
Bombeiros retomam buscas por jovem que desapareceu no rio Capibaribe após mergulho
Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

O Corpo de Bombeiros retomou no início da manhã desta segunda-feira (4) as buscas por Everton Cleber da Silva Soares, de 20 anos, que desapareceu por volta das 18h desse domingo (3) após entrar no rio Capibaribe para mergulhar. O jovem participava de um evento no Jardim do Baobá localizado à margem do rio no bairro das Graças, Zona Norte do Recife. Ele entrou na água em frente ao parque e não retornou. 

Os bombeiros iniciaram a procura por Everton ainda na noite do domingo, mas a suspenderam por volta das 20h45 por causa dapouca visibilidade. A mãe de Everton, Claudilene da Silva Soares, contou à reportagem da Rádio Folha 96,7 FM, que ficou sabendo do desaparecimento do filho por amigos dele. 


"Chegaram na casa da minha mãe avisando que ele tinha dado um mergulho e não tinha retornado. O rapaz disse que tentou salvarele, mas a correnteza estava forte demais e conseguiu", disse. Segundo a mãe, Everton costumava ir ao local com amigos para jogar basquete e não sabia nadar. "Ele disse ao amigo que só ia dar um mergulho na beira, mas quando deu afundou de vez e só viram o braço dele pedindo socorro", acrescentou. 

O capitão dos bombeiros que comanda a operação de buscas, Getúlio Sena, esclareceu que as condições climáticas desta segunda-feira de chuvas no Recife deve contribuir para a dificuldade do resgate. 

"O trabalho é sempre difícil, mas estamos acostumados com isso. Vamos colocar embarcação na água e fazer a busca pela superfície. Como o tempo vai passando, a tendência é que o possível corpo venha a aparecer pelo curso do rio", explicou. Cerca de 11 bombeiros militares participam da operação. Eles utilizam botes de resgate para vasculhar o leito do rio nas proximidades do ocorrido.

De acordo com familiares, Everton é estoquista em um mercado no bairro de Campina do Barreto, na Zona Norte do Recife. Ele, que não tem filhos, morava com os avós e era o mais velho de cinco irmãos.

Um amigo de Everton chamado Carlos Cauan, que estava com ele no local do acidente, esteve no local do desaparecimento e relatou detalhes do ocorrido. "Quando ele correu para pular, todo mundo se levantou e veio correndo. Meu amigo pulou para tentar salvar ele e não conseguiu", disse. 

"A correnteza estava muito forte e tinha muita vegetação. Quando submergiu de novo, ele já estava afundando e a correnteza levando ele", acrescentou. "Eu espero que ele possa estar vivo, mas a correnteza estava muito forte", finalizou Carlos Cauan.

FONTE: Folha de Pernambuco

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados